Tecnologias

Tecnologias aplicadas

bgmerc01

Recuperação de estruturas de concreto armado

Estruturas de concreto podem apresentar problemas devido ao desgaste natural, ao efeito das ações climáticas e até mesmo devido a falhas na execução do projeto. Os problemas estruturais se manifestam principalmente por meio de alguns sintomas bastante visíveis, tais como trincas e fissuras, degradação e deformações aparentes, manchas na superfície, exposição e corrosão da armadura de aço. Essas alterações comprometem a segurança das edificações, principalmente porque o concreto é um dos elementos mais presentes em grandes estruturas. Por isso, a recuperação deve ser realizada prontamente, assegurando o retorno às boas condições de uso e prolongando sua vida útil.

Existem diversas técnicas e procedimentos utilizados para promover a recuperação estrutural, e cada caso deve receber diagnóstico individualizado, assim como a terapia mais indicada. Os profissionais da Alzata possuem vasta experiência no diagnóstico e no tratamento desse tipo de problema, tanto por meio de injeções de resinas, de reforço com fibra de carbono, de reforço das fundações, quanto por meio de argamassas especiais. Cada uma dessas técnicas exige métodos específicos de preparo e de aplicação, e nossa equipe está pronta para executar todas elas dentro do mais rigoroso padrão de segurança, com qualidade e bom custo benefício.

Reforço de estruturas de concreto armado

O reforço estrutural pode ser necessário devido ao aumento de carga sobre uma estrutura, mudança em sua finalidade de uso, danos após incêndio e intempéries ou até mesmo por causa de falhas executivas e de dimensionamento.

Utilizando técnicas como compósitos de fibra de carbono, aplicação de chapa colada e reforço com aço ou concreto, garantimos a adequação da estrutura e a segurança total para uso. As técnicas de reforço por meio de compósito de fibra de carbono agregam vários benefícios. Além de sua alta eficiência, são econômicas, controlam a propagação de fissuras, têm alta flexibilidade de aplicação e possuem propriedades anticorrosivas. Para a execução de reforço estrutural, a Alzata realiza um minucioso trabalho de avaliação da estrutura e determina o melhor método a ser utilizado de acordo com o problema específico apresentado. Atuamos com mão de obra altamente especializada, de forma profissional e eficaz, assegurando o sucesso da intervenção.

Tratamento de trincas e de fissuras

Para proteger estruturas de concreto e estancar vazamentos e infiltrações, podem ser utilizados métodos de injeção de resinas diversas: poliuretano, epoxi, gel acrílico, microcimento. As resinas de poliuretano apresentam baixa viscosidade, possuem excelente aderência, grande durabilidade, são isentas de solvente e são impermeáveis. Já a resinas de gel acrílico apresentam baixa viscosidade, penetrando em fissuras de até 0,1mm, possuem excelente aderência, boa durabilidade e controle do tempo de reação, podendo ser aplicadas mesmo quando há fluxo de água presente. A injeção de microcimento tem a capacidade de recompor estruturas de concreto, promover proteção alcalina às armaduras, possui alta resistência à compressão e pode ser aplicada junto a aditivos especiais para garantir melhor desempenho. Já as resinas epóxi têm a propriedade de recompor a estrutura, promovendo a sua monoliticidade, e podem ser utilizadas em fissuras úmidas ou secas. Cada um desses métodos apresenta características próprias, modos de uso e de preparação específicos. Por isso, é importante contar com uma empresa especializada como a Alzata para a correta avaliação e a escolha da solução mais adequada para o problema encontrado.

Impermeabilização de estruturas de concreto

A impermeabilização de uma estrutura cria uma barreira química ou física impedindo a penetração de água na mesma. Isso é fundamental para a prevenção de várias patologias como corrosão de armaduras, trincas e fissuras e demais danos e degradações que comprometem a integridade da estrutura. Os materiais e sistemas de impermeabilização possuem características próprias e variáveis, apresentando propriedades distintas de resistência à tração, de alongamento, de aderência e de durabilidade. A correta avaliação, a escolha do sistema adequado e a correta aplicação são fundamentais para garantir a maior vida útil possível da estrutura, aumentando a sua longevidade e minimizando problemas. Portanto é importante escolher um fornecedor confiável e experiente que, como a Alzata, possa atender seus clientes com adequação e segurança.

Proteção de estruturas

A proteção estrutural pode ser realizada em estruturas íntegras para evitar sua degradação ou em estruturas danificadas, após seu reparo, para evitar maiores danos. Os três principais métodos de proteção são impregnação, impregnação hidrofóbica e revestimento por barreira física. Cada um desses métodos deve ser selecionado de acordo com as necessidades específicas de cada caso, e uma avaliação experiente é imprescindível nesse processo. É importante pensar em proteção como uma medida preventiva, aumentando a vida útil e a segurança das estruturas; mas, devido às condições de uso ou mesmo às intempéries a que a construção está sujeita, isso nem sempre é possível, e é necessário lidar com as consequências. Nossos profissionais atuam em obras dessa natureza para vários segmentos e estão preparados para o correto diagnóstico, apontando a solução mais adequada para cada caso, respeitando prazos com excelente custo benefício.

Consolidação de maciços de solos

Todas as construções interagem com o terreno onde são implantadas. Em regiões de terreno com características não apropriadas, é preciso adequar o solo às necessidades do projeto, tornando a construção segura e estável, ou seja, consolidando o maciço de solo onde a estrutura está instalada. Em geral, o processo é feito por meio de injeções de caldas cimentícias que formam colunas de solo cimento. Em instalações industriais, muitas vezes se faz necessária a execução de injeções para combater recalques diferenciais. Alguns processos de consolidação de maciço de solo também podem ser utilizados para impermeabilização de estruturas. Mão de obra qualificada, controle rigoroso do volume, da pressão e conhecimento das características do material a ser injetado são primordiais para o uso adequado dessa tecnologia.